PUBLICIDADE

Topo

Histórico

Categorias

2020 e ainda criticam sua solteirice? Roube o textão de Bruna Marquezine!

Soltos S.A.

17/02/2020 04h00

Toda vez que você vai a um jantar de família ou reunião das amigas do colégio e você é metralhada com a pergunta cretina "tá solteira por que?". Por que mesmo a solteirice (principalmente para as mulheres com mais de 30 anos) ainda é vista como fracasso social? 

Segundo a psicóloga Lígia Baruch, infelizmente para ser considerada uma mulher bem-sucedida o fator 'vida afetiva' ainda é critério importante: "A mulher pode ser uma ótima profissional, ter uma vida financeira próspera, ser inteligente, articulada, com boa vida social… mas se não estiver casada ou em um namoro, ainda será julgada pelos demais como alguém que fracassou." 

Veja também

O preconceito já começa no dicionário. A definição da palavra solteiro inclui "que sente falta, que não tem ou não recebe (algo); carente, falto". Ou seja, crescemos aprendendo que para estarmos completos precisamos estar com alguém ao nosso lado – "As metades da laranja, dois amantes, dois irmãos" já nos ensinava Fabio Jr.

E pra piorar, como se não bastasse o dia dos namorados pra te olharem com pena enquanto inundam o seu feed com fotos de casais felizes e declarações de amor, agora os brasileiros resolveram comemorar o Valentine's Day, que foi na última sexta, dia 14 de fevereiro. Ou seja, a cobrança e o olhares piedosos dobraram! Como se tivesse faltando alguma coisa na sua vida,

Não tá faltando nada, queridx

Post De Bruna Marquezine. Fonte: Instagram

"Quem precisa de um 'valentine' quando se está linda usando sua maravilhosa, chique porém sexy, lingerie preta, não é mesmo?! Sejam seus próprios mozões, meninxs!"

Lacrou a diva Bruna Marquezine posando para campanha de Valentine's Day de uma marca de lingerie italiana. 

Este é o tipo de recado que a gente quer vir dar aqui pra vocês: ninguém precisa estar com alguém pra ganhar presentes, fazer programas legais ou se sentir amado. A gente pode sim (e deve!) ser nosso próprio mozão. E vamos te mostrar como.

Solteirice agora é estilo de vida

Pra quem ainda não nos conhece, somos os SOLTOS S.A (siga a gente no www.youtube.com/soltos e www.instagram.com/soltos_sa). Estamos há anos estudando a solteirice e ouvindo os mais diversos solteiros e especialistas – além da experiência pessoal de muitos anos de pista. Diariamente ouvimos relatos das dores dos solteiros e também das delícias dessa vida solta e estamos aqui pra te dizer: não tem nada de errado em estar solto. 

Dados para você jogar na cara da tia Cleide

  1. Somos maioria e vai rolar repescagem: segundo o IBGE 60% dos brasileiros acima de 15 anos estão soltos e os divórcios cresceram 160% nos últimos 10 anos, ou seja já somos maioria e as chances daquele seu antigo peguete (hoje casado) voltar para o jogo, são maiores do que nunca. 
  1. Casar pra quê?: Segundo o levantamento do Match Group feito com mais de 5.200 solteiros brasileiros, a principal meta de vida não é se casar: 42% das mulheres querem viajar muito e 37% dos homens querem uma melhor posição na carreira. Ou seja, o povo ta achando que vai ser mais feliz investindo na própria vida que buscando a cara metade. 
  1. O mundo tá em recessão e a gente movimenta essa economia: Sabe aquela caixinha de ovo de 6? Aquele pacote de pão de forma pequeno? O mercado single veio pra ficar já que número de brasileiros que mora sozinho subiu 40% entre 2005 e 2015 (IBGE). De acordo com a single trips, as agências de viagem focadas em solteiros crescem 30% ao ano. Pensa em todo dinheiro que você economiza por não ter que viajar pra visitar a sogra? Dá pra pagar muita caipirinha na praia com as amigas. 

Guia prático de como ser o seu mozão

Uma das nossas bandeiras no canal é: se jogue no #AutoDate. Quem disse que você precisa de +1 pra poder ir ao cinema ou comer seu japinha predileto? Você quer conhecer aquele bar novo e ficou sem companhia? Vai sozinha menina! Já entrevistamos mulheres que saem sozinhas e elas contam a experiência de ir por conta própria pra uma balada "faz sentir que você é capaz de fazer qualquer coisa sozinha". Quem diria, o empoderamento pode começar na pista!

Se convide para lugares para os quais você adoraria ser convidada

Comece pela sua zona de conforto. Na hora de escolher os programas prefira restaurantes que têm seus pratos favoritos; filmes que têm aquelas sinopses que falam com seu coração; baladas que você já ama o DJ e sabe que vai dançar a noite toda feliz. Foque em experiências que vão alimentar sua alma e garantir momentos de prazer. Pensa em quantos lugares mico você já foi a convite de dates que não deram em nada… 

Se abra para o acaso

Sair sozinha não significa ficar sozinha a noite toda – e isso não quer dizer necessariamente só flerte ou pegação. Por que não aproveitar a ida sola ao bar pra puxar papo com a pessoa ao lado ou com o barman? Comece com um elogio simples ou uma pergunta sobre o lugar em que vocês estão. As vezes tudo o que as pessoas precisam é um puxa-conversa. Tem um monte de gente querendo trocar e você pode se surpreender com histórias incríveis, que provavelmente não ouviria se estivesse em grupo.

Se jogue em pequenas indulgências

Segundo a futurologista Lígia Caldana, "uma das maiores tendências hoje no mercado de luxo é o self-purchase (auto-compra). As mulheres já conquistaram sucesso na carreira e decidiram comprar os brilhantes na Tiffany com o seu próprio salário". Então não fique esperando estar com alguém para comprar uma nova lingerie rendada. Compre uma bem linda pra pagar seus boletos do banco (mesmo que ninguém veja já rola um elã só de sentir que você tá com aquele conjuntinho bafo). Aproveita que você não vai ter que gastar com presente no dia dos namorados e invista isso na pessoa mais importante do mundo: você mesma.

Se entregue às paixões

Não, não estamos falando pra você se apaixonar por qualquer um. A vida de um solteiro não precisa girar em torno de "conhecer alguém". Antes de procurar alguém pra dividir a vida, procure ter uma vida que você curta. Talvez se você tivesse namorando não ia sobrar tempo pra fazer aquele curso online de astrologia… Se dedique às suas paixões, vá aprender algo que te inspire, veja filmes que te alimentem, marque encontros fixos com as amigas. Uma simples aula de hot-yoga em um sábado de manhã pode te deixar muito mais plena e feliz que um date mais ou menos numa sexta a noite. Por isso, se coloque como prioridade e se permita descobrir e cultivar o que te faz de fato feliz. 

Sobre os autores

Piranhas românticas, André e Carol são experts em solteirice e partidários do afeto mesmo nas relações casuais. Carol está solteira há 6 anos e já não troca a aula de hot yoga por um date mais ou menos. André está solto monogâmico mas já se esbaldou muito na vida de contatinhos. Publicitários e roteiristas, trabalham com comportamento e conteúdo há anos e decidiram se aprofundar no tema que é assunto da manicure à terapia: como se relacionar hoje em dia. Comunicadores, puxam assunto até com o poste e são formados como psicólogos de boteco. Há um ano eles conversam com todo tipo de solteiros e especialistas no soltos s.a. um canal de youtube, instagram e, agora blog, pra explorar as dores e delícias dessa vida solta. Ninguém entende de solteirice como eles: já foram convidados pra falar na Casa TPM, na GNT e no podcasts Mamilos e Sexoterapia (aqui em Universa).

Sobre o blog

Um espaço para trocar estratégias para sobreviver à solteirice e aos relacionamentos em tempos de likes. Quando vale ter uma DR e quando podemos deixar morrer no silêncio? O que significa esse emoji? Assistir stories significa? Experts em solteirice e ótimos psicólogos de boteco, André e Carol compartilham dilemas reais de solteiros e mapeiam possíveis caminhos para não perder a sanidade mental nessa era de contatinhos.

Soltos